Sexta-feira, 8 de Maio de 2009

 Concilio de Trento: 1545-63 – Foi convocada pelo papa Paulo III mas prolongou-se pelos pontificados de Júlio III e Pio IV.

 

ÞDecisões do concilio relativamente a questões disciplinares:

            - Manteve-se o celibato dos sacerdotes;

            - Criaram-se seminários para a formação do clero;          

            - Criaram-se normas sobre a vida exemplar que devia levar o clero.

ÞDecisões do concilio relativos ao culto e ao dogma:

            - Reafirmou-se os sete sacramentos;

            - Reafirmou-se o culto Virgem Maria e dos Santos;

            - As fontes de fé são a Bíblia e a Tradição;

            - A salvação está na Fé e nas Boas Obras;

            - Reforça-se a autoridade do papa.  

 

 

 

Reforma Católica e Contra-Reforma

Face ao avanço do protestantismo, a Igreja Católica reagiu através de:

   - Reforma Católica: movimento de renovação eterna (os bispos, papas, …) através de: - Concilio de Trento;

                   - Companhia de Jesus.

   - Contra-reforma: movimento de combate ao protestantismo através de:

                   - Índex;

                   - Inquisição.

 

 

 

Igrejas protestantes

   -  Luterana

   - Anglicana: esta foi criada por Henrique VIII e defendia a Lei da Supremacia (o rei de Inglaterra era o chefe da igreja no se país).

   - Calvinista: criada por Calvino e defendia a teoria da predestinação (Deus teria destinado a uns a vida eterna e a outros a maldição independentemente das obras de cada um).

 

          

               Martinho Lutero

 

 

 

 

   

                 João Calvio

 

 

 

                         Henrique VIII

 

 

     Princípios da igreja protestante
   - A salvação estava na fé;
   - O direito de toda a gente interpretar livremente a Bíblia (daqui esta a ser traduzida nas várias línguas);
   - Recusa do culto da virgem Maria e dos Santos;
   - Aceitação do casamento dos pastores (fim do celibato);
   - Aceitação de apenas 2 casamentos: baptismo e a comunhão.

 

 

 

 

 

Reforma protestante
            Martinho Lutero, um monge agostinho, professor da Universidade de Wittenberg, vai iniciar o movimento da reforma protestante.
            Ele reagiu contra a pregação da bula de indulgências do papa Leão X. Este para fazer face aos elevados custos das obras da basílica de S. Pedro em Roma, pediu ajuda aos fiéis e estes a troca de donativos compravam uma bula de indulgências que lhes perdoaria os pecados.
            Lutero publicou e afixou nas portas da catedral de Wittenberg as “95 teses contra as indulgências”.
     Foi excomungado, é expulso do império alemão mas teve o apoio dos principais alemães que pretendiam;
 - Diminuir o poder do papa;
  - Tornarem-se chefes da igreja nos seus estados;
   - Apropriarem-se das riquezas do clero.

 

 

 

 

A crise da igreja no século XVI
A igreja católica, no século XVI, viveu uma grave crise que vinha já da Idade Média.
 
Þ As causas dessa crise são:
   - A vida luxuosa em que levavam os vários membros da igreja;
   - Os papas comportavam-se como poderosos príncipes interferindo em assuntos políticos;
   - Os cargos eclesiásticos eram muitas vezes comprados: simonia;
   - Os bispos não residiam nas suas dioceses;
   - Entre 1378 e 1417 deu-se o cisma do Ocidente em que à frente da cristandade estiveram dois papas: u m em Roma e outro em Avinhão;
   - As denuncias dos abusos da igreja por parte de intelectuais e humanistas como João Huss e Savanarola que acabaram por ser julgados e condenados em autos-de-fé;
   - A venda de indulgências.
 
 
Bula de indulgências: é um documento em que eram perdurantes, em troca de dinheiro, as penitencias devidas pelos pecadores.

 

 

 

 

 A propagação das ideias humanistas deve-se a:

   - Às obras sobre estes novos ideias;

   - Aos contactos com intelectuais de vários países;

   - À discussão de temas e ao ensino em algumas Universidade e Academias;

  - À acção da imprensa – criada em meados do século XV na Alemanha, por Guttenberg. Esta permitiu uma maior quantidade de livros e consequentemente uma maior difusão das ideias humanistas.

A primeira obra a ser impressa foi a Bíblia.

 



publicado por historia8d às 09:09 | link do post | comentar | favorito

 

A propagação das ideias humanistas deve-se a:

   - Às obras sobre estes novos ideias;

   - Aos contactos com intelectuais de vários países;

   - À discussão de temas e ao ensino em algumas Universidade e Academias;

  - À acção da imprensa – criada em meados do século XV na Alemanha, por Guttenberg. Esta permitiu uma maior quantidade de livros e consequentemente uma maior difusão das ideias humanistas.

A primeira obra a ser impressa foi a Bíblia.

 

 

 

Humanismo

            É um movimento essencialmente literário integrado no renascimento, onde se valorizava o Homem.
Principais humanistas
 Þ Em Itália:
   - Pico dellaMirandola: humanista cristão nascido em Florença.
   -Castiglione: a sua principal obra chama-se “ O cortesão” pelo autor traçou-o a características que um cidadão deve ter no plano moral, intelectual e físico. O perfeito cortesão deveria dominar todos os saberes.
   - Maquiavel: foi o criador da ciência política na sua obra “ O príncipe”. Aqui defende a necessidade do príncipe saber actual de forma a conservar o poder.
  
Þ Na Holanda:
  -Erasmo de Roterdão: é considerado o maior humanista. Vigou pelos principais países europeus e correspondeu-se com intelectuais de várias nacionalidades. Na sua obra “o elogio da loucura” revela um apurado espírito crítico, apelando para uma reforma moral e religiosa da sociedade.
 
Þ Em Inglaterra:
  - Tomas More: na sua obra “Utopia” o autor descreve uma sociedade ideal, onde a ignorância e a pobreza deveriam-se ser banidas. 
 
Þ Em Portugal:
   -António Gouveia: lesionou na Universidade de Paris.
   - André Gouveia: dirigiu o colégio das artes de Coimbra.
   - Damião de Góis: foi um importante diplomata, músico e escritor. É considerado o homem mais culto de Portugal no século XVI. Foi julgado e condenado pela Inquisição.
 
  
Principais escritores humanistas
Dante, Petrarca, Bocaccio: apesar de terem vivido ainda no século XIII, são considerados precursores do renascimento.
 
Shakespeare: “Romeu e Julieta”, “Otelo”, “Hamlet” 
Miguel Cervantes: “D. Quixote de La Mancha”
Luís de Camões: “Os Lusíadas ”
 

 

 

 

Características do renascimento

   - Antropocentrismo: durante o renascimento era o Homem que estava no centro de todas as preocupações da humanidade, enquanto na idade média era Deus e os problemas espirituais que preocupavam o Homem: teocentrismo

   - Classicismo: os Homens do renascimento inspiravam-se nos modelos clássicos.

   - Individualismo: afirmação pessoal de cada indivíduo e a valorização das suas realizações: o Homem manifestava grande confiança em si próprio.

   - Espírito crítico: principio que levava à recusa do dogmatismo (verdades que não podiam ser contestados) e do saber livresco, atribuído um grande valor à observação e à experiencia.

 

 

 

 

Itália foi o berço do renascimento devido a:

   - Itália era constituída por várias cidades autónomas como Roma, Florença, Veneza …, que tinha enriquecido graças ao comércio internacional e que rivalizavam entre si, pretendendo ter os mais belos museus, bibliotecas e os pensadores mais célebres;

   - Em Itália havia muitos vestígios da cultura clássica que inspiravam os artistas;

   - Com o avanço dos turcos e a queda do império romano do Oriente muitos intelectuais e artistas bizantinos refugiaram-se em Itália aí dando o seu atributo cultural;

   - Em Itália havia banqueiros, comerciantes ricos, príncipes que gostavam de arte e protegiam os artistas comprando-lhes obras. Eles faziam-no para usufruírem dessas obras mas também para se promoverem socialmente – eram os mecenas.   

            Exemplo:

   - Em Florença: Lourenço de Médias

   - Em Roma: os papas, Júlio II e Leão X

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por historia8d às 08:58 | link do post | comentar | favorito

História
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
19
20
21
23

24
25
26
27
28
29
30

31


posts recentes

" A revolução cientifica ...

"A promoção da burguesia"...

"A arte barroca"; "A arqu...

"Mercantilismo em Portuga...

"Império Inglês"; "Comérc...

"Império colonial Holandê...

"Causas da crise do impér...

"Concilio de tento";"Refo...

...

...

arquivos

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

blogs SAPO
subscrever feeds